Início Uncategorized Atleta de Alvorada pede apoio para competir nos Estados Unidos.

Atleta de Alvorada pede apoio para competir nos Estados Unidos.

25
0

A jovem atleta Raquel Ferraz Ulian, 12 anos, titular da Seleção Brasileira de Taekwondo 2019, na categoria cadete até 59 quilos (de 12 a 14 anos), foi classificada para competir no Pan American Cadet & Junior Championships, nos Estados Unidos. Raquel, que mora com os pais e três irmãos no bairro Jardim Algarve, em Alvorada, busca recursos e patrocínios para a viagem — que já tem data marcada. O pan-americano ocorre nos dias 14 e 15 de junho. Até lá, ela precisa angariar cerca de R$ 15 mil. 

Leia mais 
Depois de matéria no Diário Gaúcho, menina com tumor ósseo consegue valor para realizar tratamento em São Paulo 
Após busca por vaga em escola, menina autista ingressa na rede municipal de Viamão 
Medicamento para tratamento da doença de Fabry está em falta no Estado  

— Estou treinando bastante, me esforçando para competir. Treino duas vezes por dia, de segunda a sábado. Aos domingos, vou na academia com meus irmãos — conta Raquel sobre sua rotina. 

Para cobrir os gastos da viagem, a família organizou uma vaquinha online e planeja fazer uma rifa e um almoço. A dona de casa e tecnóloga em Processos Gerenciais, mãe de Raquel, Karenina Ulian, 35 anos, relata que a filha se destacou rápido no esporte: 

— Ela começou há três anos e evoluiu muito. Em dezembro do ano passado, conquistou a faixa preta e passou a representar a Federação Gaúcha de Taekwondo. 

Os irmãos de Raquel, João Pedro, 14 anos, Carlos Eduardo, oito anos, e Valentina, cinco anos, também são praticantes da arte marcial. 

—Todos fazem taekwondo. É tudo em família. Fico feliz por eles focarem num caminho bom, fora das ruas. Lá, eles aprendem a ter disciplina. Em casa, só se fala em taekwondo — conta Karenina. 

Interesse 

O apoio da família é a inspiração da menina: 

— É muito bom ter a companhia dos meus irmãos. 

Atualmente, o sustento da casa está por conta do pai de Raquel, Evandro Ulian, 30 anos, que trabalha em um depósito de bebidas. 

— É difícil depender apenas do marido, pois temos os quatro filhos, mais os gastos da casa. Seria legal que empresas a incentivassem na competição, mas há empresários que temem a burocracia do patrocínio — explica a dona de casa. 

Com a intenção de conseguir patrocínios para a filha, Karenina já procurou orientações com contadores para facilitar o interesse de empresários. 

Faixa preta precoce 

Raquel participou da seleção Grand Slam, que aconteceu no Rio de Janeiro, em fevereiro. A jovem gaúcha lutou contra uma atleta do Rio Grande do Norte. Segundo o treinador de taekwondo da CT Mundo Olímpico Akam Eduardo Dorneles, 24 anos, a partir dessa vitória, ela se tornou titular da Seleção Brasileira de Taekwondo em sua categoria. 

Atleta de Alvorada pede apoio para competir nos Estados Unidos Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal

Fonte: Prefeitura de Alvorada

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here