Início Fashion VIAMÃO – FALTA DE ENERGIA É A PRINCIPAL CAUSA NO FORNECIMENTO DE...

VIAMÃO – FALTA DE ENERGIA É A PRINCIPAL CAUSA NO FORNECIMENTO DE ÁGUA PELA CORSAN

122
0


As reclamações das faltas constantes de água na cidade de Viamão tem indignado muitos usuários.


Para observar as causas dos canos vazios de água a Rádio Metropolitana Web tomou a iniciativa de formar uma comitiva com lideranças de Viamão qye foram no dia, 09/04/2019, visitar a Corsan para obter conhecimento concreto da distribuição de água, a partir da captação no Rio Gravataí, base Alvorada.
Participaram da visita Milton Pires, presidente do CDL, Luis Antonio Pereira, Presidente da Acivi, Fábio, executivo do Sindilojas e os comunicadores Mauro Lopes e Vilson Arruda pela Metropolitana.
Acompanhou o grupo, ao longo do roteiro, o superintendente da Região Metropolitana, o engenheiro André Borges, que disponibilizou a visita aberta no coração das dependências da Corsan e, com sua equipe técnica respondeu os questionamentos feitos pelos visitantes.
No ponto de captação na margem do Rio Gravataí os técnicos mostraram cinco bombas, sendo que quatro em funcionamento direto captando no total 1.500 litros por segundo, e uma em reserva.
No ponto de captação os técnicos mostraram, a nossa reportagem os livros de anotação, onde os plantonistas registram as ocorrências diárias no setor. O que chamou a atenção nos registros é a frequente falta de energia elétrica, que é a principal justificativa e preocupação no interrompimento do serviço.
Segundo o superintendente, a cada meia hora da falta de energia são necessários três horas para recompor os estoques de água no sistema.
Uma das causas da falta ou queda da energia, no local, são os gatos na rede de luz realizados por moradores em loteamentos clandestinos próximo ao ponto de captação.
“Os gatos na rede da Ceee são frequentes e isso gera uma queda de energia impedindo o sistema de bombas ligarem” explica um dos técnicos que nos acompanha.
Na segunda fase da visita a comitiva foi a Estação de Tratamento de Água (ETA) e neste setor também os técnicos foram enfáticos dizendo qye o interrompimento no tratamento e purificação da água são as constantes falta de energia.
O comunicador Mauro Lopes questionou a possibilidade da Corsan em comprar geradores para suprir a falta de energia. O Superintendente, Borges, respondeu que e esse investimento tem um custo muito alto, com valor aproximado de R$ 222 milhões, que seria repassado para as contas de água, onerando muito o bolso dos usuários.
Avaliando o quadro geral do sistema CEEE e Corsan avaliamos que os constantes interrompimentos, realmente é ocasionado pela falta de energia.
Então, o próximo passo é essa comissão agendar uma reunião com o superintendente da CEEE na tentativa de solucionar os interrompimentos de energia elétrica.

Por Vilson Arruda
FOTOS REGISTRAM MOMENTOS DA VISITA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here