D'Alessandro brilha e comanda virada do Inter sobre o Juventude

15 FEV 2018
15 de Fevereiro de 2018

O Inter é líder do Gauchão. E é líder, porque virou o jogo e ganhou do Juventude por 3 a 1, no estádio Beira-Rio, no entardecer desta quinta-feira, pela sétima rodada do Campeonato Estadual. Em um jogo com dois tempos distintos, a equipe colorada dominou o primeiro tempo e teve que se segurar na etapa final até definir o resultado. Nesse meio tempo, Odair ganhou dois problemas, pois Pottker e Danilo Fernandes sentiram lesão.

Com a vitória, o Inter foi a 15 pontos – dois à frente do então líder Caxias, mas com um jogo a mais. O Juventude continuou com cinco pontos, na nona colocação. Os dois times voltam a campo no domingo. Enquanto o Inter vai à Região Sul enfrentar o São Paulo, o Juventude visita seu rival para um Ca-Ju, no Centenário.

Com assistências de D'Alessandro, Inter vira

As duas equipes começaram com propostas bem claras no Beira-Rio. Enquanto o Inter tentava a iniciativa, um Juventude compactado na defesa rechaçava os ataques vermelhos. E, não raro, conseguia escapar para alguma conclusão que acabava por não levar perigo real a Danilo Fernandes.

Foi assim ao longo dos primeiros 13 minutos. Até que houve um primeiro lance que mudou a história da partida. Num balão despretensioso para frente do goleiro Douglas, a bola sobrevoou o meio campo colorado, passou por Cuesta e chegou a Guilherme Queiroz. Com alguma folga da marcação de Klaus e notando Danilo Fernandes adiantado, tocou por cima e abriu o placar para os visitantes.

Seria algo bom para o Juventude se este lance tivesse ocorrido já no finalzinho, porque, depois dele, o Inter apertou de vez a pressão. Aos 15, Leandro Damião não empatou num testaço por questão de centímetros. Mas aos 19 não teve erro. Teve foi surpresa. D'Alessandro cobrou rapidamente o escanteio e tocou rasteiro para Patrick, que completou cruzado e deixou tudo igual.

Quem quis empatar, quis também a virada. E a defesa do Juventude teve mais trabalho, tanto com Pottker pela direita, quanto com Iago e Patrick, pela esquerda. Mas quem quase marcou foi Leandro Damião. Ele recebeu aos 33 e, num giro rápido, virou para chutar forte e rasteiro. A bola saiu ao lado do gol. Em seguida, Dudu bateu com efeito e arrancou um “uh” das arquibancadas. O quase virou gol no minuto seguinte. D'Alessandro pifou Iago, que entrava com velocidade na área. O lateral bateu forte e cruzado e correu para comemorar seu primeiro gol como profissional do Inter.

Juventude cresce no segundo tempo, mas D'Ale faz nova assistência

O Inter até chegou a esboçar um ataque de pressão logo que as equipes voltaram do intervalo. Mas não demorou para o Juventude tomar conta do jogo ainda no começo do segundo tempo. Com as entradas de Capini e Vidal nos lugares de Felipe Lima e César Martins, o time da Serra recuperou a posse de bola e, pouco a pouco, foi avançando as duas linhas.

A posse de bola não tardou para se transformar em pressão. Ainda que um tanto quanto desorganizada, porém com a equipe da Serra próxima à área defensiva do Inter, como até então não tinha acontecido. Aos 5, os visitantes conseguiram seu primeiro lance de perigo. Num cruzamento aos 5, Danilo Fernandes catou borboleta e Ricardo Jesus cabeceou ao lado do gol.

Se falhou no primeiro lance, o goleiro colorado se redimiu em seguida. Aos 16, em grande troca de passes, Jesus – de letra – pifou Queiroz, que ficou cara a cara com Danilo. O atacante chutou firme e não correu para o abraço, porque o camisa 1 fez a defesa. Mal deu para respirar e o Juventude chegou forte outra vez. Vidal recebeu na entrada da área pela direita e buscou o canto. Danilo voou e de novo evitou o empate.

A situação colorada pareceu que iria piorar aos 32. William Pottker desabou no chão com a mão na coxa depois de tentativa de ataque. Teve que dar lugar a Nico López. Aí brilhou a estrela do uruguaio. Numa chegada do Juventude, Dudu conseguiu cortar na defesa e a bola caiu para ele, que avançou ao longo da faixa direita do campo até tocar para D'Alessandro. O argentino deu poucos passos e devolveu a bola para Nico, já dentro da área. O camisa 7 dominou e deu um toque para deslocar Douglas, anotando o terceiro gol colorado.

Gauchão - 7ª rodada

Inter 3

Danilo Fernandes; Dudu (Gabriel Silva), Klaus, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado (Wellington Silva), Edenilson, William Pottker (Nico López), D'Alessandro e Patrick; Leandro Damião. Técnico: Odair Hellmann

Juventude 1

Douglas; Vinícius, Fred, César Martins (Vidal) e Pará; Sananduva, Guilherme (Denner), Fellipe Matheus e Queiroz; Felipe Lima (Caprini) e Ricardo Jesus. Técnico: Antônio Carlos Zago

Gols: Guilherme Queiroz (14/1), Patrick (19/1), Iago (42/1), Nico López (34/2)

Cartões amarelos: Iago, Cuesta; Queiroz

Voltar