Já são tantas informações falsas sobre o coronavírus que o Ministério da Saúde criou um canal para mapear essas mensagens e esclarecer o que é falso e o que é verdadeiro. Há desde boatos de cura até teorias da conspiração. 

O número para recebimento das mensagens é (61) 99289-4640. Em um relatório divulgado na sexta-feira (28), o governo afirmou ter recebido 6,5 mil  mensagens entre 22 de janeiro e 27 de fevereiro, das quais 90% eram relacionadas ao novo vírus e, dessas, 85% eram falsas. 

Organização Mundial de Saúde (OMS) também apontou as fake news como um dos principais desafios em relação ao coronavírus. A doença tem dois casos confirmados no Brasil e outros 252 casos suspeitos — sendo 27 no Rio Grande do Sul, segundo balanço de 1º de março.

Mapa do coronavírus

Acompanhe a evolução dos casos por meio da ferramenta criada pela Universidade Johns Hopkins:

Confira sete fake news que estão circulando pelo Brasil:

1 – Médicos tailandeses curam coronavírus em 48h. FALSO!

Até o momento, não há nenhum medicamento, substância, vitamina, alimento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo coronavírus. 

2 – Antes de estourar plástico-bolha, lembre-se que o ar vem da China. FALSO!

Não há nenhuma evidência que produtos enviados da China para o Brasil tragam o coronavírus. O vírus só é transmitido entre humanos e não sobrevive mais de 24 horas fora do organismo humano ou de algum animal. 

3 – Britânico que contraiu coronavírus disse que venceu doença com uísque e mel. FALSO!

Até o momento, não há nenhum medicamento específico, infusão, óleo essencial, chá, vitaminas, alimento ou vacina que possa prevenir a infecção pelo coronavírus. 

 4 – Cientistas indianos encontraram semelhança entre o vírus HIV com o coronavírus. FALSO!

Um estudo publicado na revista Lancet fez uma descrição de 10 sequências genéticas do coronavírus que demonstrou uma similaridade com o vírus SARs (COV), tendo o morcego como hospedeiro original e como hospedeiro intermediário animais do mercado de Wuhan.

5 – Coronavírus causa pneumonia de imediato. FALSO!

O coronavírus não causa pneumonia de maneira imediata. Os principais sintomas são: febre, tosse e dificuldade para respirar, semelhantes a um resfriado. E podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias.

6 – China cancelou todos os embarques de produtos por navio até março. FALSO!

O Ministério da Saúde afirma que não há nenhuma evidência que produtos enviados da China para o Brasil tragam o coronavírus. 

7 – Mais de 30 milhões de pessoas estão em quarentena na China. FALSO!

A China concentra a grande maioria dos casos confirmados da doença. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, foram identificados 24.554 casos do coronavírus no mundo, sendo que 24.363 foram na China.

Fonte: GauchaZH