O prefeito de Viamão Valdir Jorge Elias, o Russinho, e o diretor-presidente da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), Roberto Barbuti, assinaram ontem (09), o aditivo contratual, vinculado a um contrato que se estendia desde 2015. O documento previa a implementação de esgoto na cidade, em um prazo de 40 anos, e a captação de água da Lagoa dos Patos para Viamão em cinco anos.

Devido à iminência de não cumprimento da primeira etapa do antigo contrato, que garantia trazer água para a cidade, a Prefeitura de Viamão notificou a Corsan, exigindo da companhia uma indenização ao município.

A negociação agora finalizada prevê um investimento na ordem de R$ 6,9 milhões para a revitalização do Lago Tarumã; e outros R$ 11 milhões na pavimentação de ruas e obras de infraestrutura na cidade, além de sanar um débito de R$ 5 milhões do município com a própria Corsan.

Conforme o novo documento, deve ocorrer a universalização da rede de esgoto na cidade em 11 anos, ao invés dos 40 anos previstos anteriormente.

Ao todo a Corsan, através de uma parceria público privada, vai investir um total de R$ 1,6 bilhões na coleta e tratamento de esgoto na região metropolitana de Porto Alegre. Outros 18 municípios do RS já assinaram Protocolo de Intenções com a Corsan para se beneficiarem desta mesma parceria em saneamento básico.

Fonte: Prefeitura de Viamão