Em reunião online para tratar de ações contra o coronavírus com os prefeitos das capitais e com o presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Jonas Donizette, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que eleições no meio do ano serão uma tragédia.

— Eu faço até uma sugestão para vocês discutirem, está na hora do Congresso olhar e falar assim: adia, faz um mandato tampão desses vereadores e prefeitos, porque eleição no meio do ano será uma tragédia, porque vai todo mundo querer fazer ação política. Eu conheço, eu sou político, não esqueçam.

A afirmação de Mandetta ocorreu enquanto explicava aos prefeitos que o ministério irá descentralizar o uso de recursos que serão enviados para os Estados e municípios, que estes devem seguir o plano de contingência já traçado e, caso necessitem de alguma mudança, essa deve ser discutida nos Estados.

Essa é a primeira vez que um integrante do governo federal se manifesta à respeito da eleição deste ano. O assunto já está sendo discutido por parlamentares que defendem o adiamento. Já o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não se manifestou oficialmente sobre as eleições municipais deste ano.