A prefeitura de Novo Hamburgo publicou, na manhã desta terça-feira, o decreto 9206/2020, reiterando o estado de calamidade pública no município até o próximo dia 18, por conta da pandemia do coronavírus. Segundo a prefeita, Fátima Daudt, a grande mudança é a permissão de abertura, com restrições, ao comércio em geral e a prestadores de serviços. Além daqueles considerados essenciais, que já estavam liberados, agora todos os estabelecimentos comerciais podem atender, desde que a portas fechadas e um cliente por vez.

O estabelecimento também é responsável em não permitir fila nem aglomeração na sua entrada, além de manter o ambiente higienizado e de oferecer álcool gel aos clientes, o mesmo valendo para prestadores de serviços. Além disso, o novo decreto proíbe expressamente a abertura de pubs e bares. Mas eles podem trabalhar, desde que por meio de telentrega, drive thru ou take away, também conhecido como pague e pegue, atividade de retirada de alimentos ou produtos adquiridos previamente por meio eletrônico ou telefone.

Já os restaurantes e lanchonetes podem abrir até às 17 horas, mas fica vedado o atendimento no balcão em qualquer momento. Após este horário, somente podem funcionar por meio de telentrega, drive thru ou pague e pegue. Também segue o que estava determinado anteriormente, o distanciamento de dois metros entre as mesas, além de toda a questão higiênica. Os salões de beleza e barbearia podem abrir normalmente, conforme decreto estadual, mas desde que não haja aglomeração de pessoas dentro e fora.

Fonte: Correio do Povo