O plano de distanciamento controlado detalhado pelo governador Eduardo Leite na tarde deste sábado (9) prevê o uso obrigatório de máscara em todo o Rio Grande do Sul em áreas públicas ou em pontos de aglomeração. 

A medida deverá passar a vigorar após a publicação do decreto que estabelece todas as regras de funcionamento da nova estratégia gaúcha contra a pandemia de covid-19. A expectativa é de que as normas passem a valer a partir de segunda-feira (11). 

— Tomamos essa medida porque quem usa a máscara protege a si e aos outros — justificou o governador. 

Leite reconheceu, durante transmissão ao vivo realizada pela página do governo estadual no Facebook, que não será fácil fiscalizar o cumprimento dessa obrigatoriedade. Por isso, disse contar  com o apoio das prefeituras e da própria sociedade para torná-la efetiva. 

— Para que possamos reduzir a disseminação do vírus, Estado e prefeituras vão fazer a fiscalização, mas é difícil. Por isso, contamos com a sociedade com algo que ajuda sensivelmente para o vírus não se dispersar. Cabe às pessoas cobrar os outros (o uso da máscara), porque é uma forma de proteger a saúde de todos. 

O governador não especificou, até o momento, a que punições ficaria sujeito quem descumprir a nova norma de prevenção.

O PLANO É DIVIDIDO EM CICLOS:

1° CICLO: Início dia 14 de Maio

  • Lojas de artigos esportivos e afins;
  • Lojas de artigos para casa;
  • Lojas de vestuário, acessórios, calçados e afins;
  • Lojas de móveis e colchões;
  • Joalherias e relojoarias;
  • Comércio de artigos médicos e ortopédicos;
  • Serviços de publicidade e afins;
  • Pet-shops e afins;
  • Lojas de variedades;
  • Agências de turismo e afins
  • Concessionárias e revendas de veículos em geral

2° CICLO: Início dia 21 de Maio

  • Lojas de brinquedos;
  • Lojas de departamentos e magazine;
  • Comércio de cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal;
  • Lojas de eletrodomésticos, áudio e vídeo;
  • Lojas de informática, comunicação, telefonia e materiais e equipamentos fotográficos;
  • Livrarias e Papelarias;
  • Comércio de animais vivos;
  • Comércio de bijuterias e semi-joias;
  • Comércio especializado de instrumentos musicais e acessórios;
  • Floriculturas
  • Comércio de equipamentos de escritório;
  • Restaurantes, bares, cafés, padarias e fast-food para consumo no local

3° CICLO – Início dia 28 de Junho

  • Igrejas e Templos;
  • Lojas de bijuterias, artesanatos e souvenires;
  • Cabeleireiros, barbearias e outras atividades de tratamento de beleza;
  • Comércio varejista de doces, balas, bombons e semelhantes;
  • Bancas de jornais e revistas;
  • Academias e similares;
  • Comércio varejista de artigos de caça, pesca e camping;
  • Comércio de objetos de arte;
  • Comércio de fogos de artifício e artigos pirotécnicos;
  • Comércio varejista de armas e munições;

4° CICLO

  • 06 DE JULHO – Creche, Escolas e Universidades;
  • 29 DE JUNHO – Cinemas;
  • AGOSTO – Shows e eventos