Uma ação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), campus Viamão, tem chamado a atenção durante a pandemia do novo coronavírus. Denominado IFRS Contribui, a ação visa ajudar micro e pequenas empresas em dificuldades causadas pela pandemia.

De acordo com Nilo Barcelos, professor do curso de Administração do IFRS, o projeto surgiu após a suspensão das aulas e início das atividades remotas em março. Ele lembra que o trabalho é desenvolvido por professores dos campi Viamão, Farroupilha, Restinga e Canoas.

Conforme Nilo, o IFRS Contribui é um projeto na qual os empreendedores inscritos no programa recebem apoio dos profissionais do instituto.

Num primeiro momento os interessados em participar do projeto devem responder a um questionário (clicando aqui), depois disso, uma equipe do IFRS faz uma análise da solicitação e caso aprovado o grupo se reúne virtualmente com o empresário para uma primeira entrevista.

A segunda etapa do projeto resume-se numa reunião de cocriação. Neste estágio vão ser apresentadas e debatidas possíveis soluções para o problema previamente apresentado. Após o empresário tomar ciência dos pensamentos do grupo de trabalho, ele volta a se reunir com os professores para a realização de ajustes na proposta e só, a partir daí, ele vai colocar, ou não, em prática aquilo que foi apresentado.

Outra possibilidade, esta para quem não quiser participar do projeto, é acessar a página do projeto e assistir aos vídeos publicados. A participação no projeto é gratuita.