A MetSul adverte para uma ciclogênese explosiva que impactará o Rio Grande do Sul entre esta terça e a quarta-feira. O episódio trará chuva intensa para parte da região, tempestades isoladas e muito vento.

O episódio também conhecido como “bomba meteorológica” ou “ciclone bomba” ocorre quando a pressão atmosférica no centro de um ciclone cai em média 1 hPa por hora em 24 horas, ou seja, no mínimo 24 hPa em 24h.
É exatamente o que se espera ocorrerá entre o Sul do Brasil e o Atlântico entre esta terça e a quarta-feira.

A MetSul Meteorologia alerta que esta ciclogênese explosiva trará chuva forte e volumosa para a faixa central do Rio Grande do Sul, inclusive Porto Alegre e região, e a Metade Norte gaúcha nesta terça. O efeito maior, contudo, será um episódio significativo de vento no Rio Grande do Sul.

O centro de baixa pressão que migra de Noroeste para Sudeste e estará sobre o Rio Grande do Sul nesta terça se transformará em ciclone extratropical sobre o Atlântico. As rajadas serão muito fortes a intensas no Sul e no Leste gaúcho.

Devem atingir de 80 km/h a 100 km/h, mas em pontos do Litoral Norte e dos Aparados podem ficar entre 100 km/h e 120 km/h. Para Porto Alegre, modelos projetam de 80 km/h a 100 km/h.

Sob este cenário, a MetSul adverte pra transtornos como falta de luz que pode afetar um alto número de consumidores e danos como destelhamentos e colapso de estruturas. As áreas de maior risco são o Sul, o litoral de Sul a Norte, e principalmente o Norte, a região da Lagoa dos Patos e entorno, o Leste da Serra e os Aparados. Nas demais regiões gaúchas ocorrerão rajadas, mas menos intensas. O vento cede da tarde pra noite amanhã.


Via: Metsul
📷: Meramente Ilustrativa