A Polícia Civil investiga uma tentativa de feminicídio ocorrida na manhã desta terça-feira (11) na região de Águas Claras, em Viamão. Um homem disparou vários tiros contra a companheira, atingindo uma das mãos e a cabeça da vítima, que foi encaminhada para hospital. Depois disso, ele se suicidou. A mulher já havia registrado ocorrência de violência doméstica.

Policiais do 18º Batalhão da Brigada Militar atenderam a ocorrência e isolaram a área, prestando atendimento à mulher. Depois disso, a delegada Jeiselaure de Souza, da Delegacia da Mulher, foi acionada. Segundo ela, a vítima foi atingida em uma das mãos com vários disparos, quando tentava proteger o rosto, além de levar um tiro na cabeça. Apesar disso, ela estava consciente e foi encaminhada para o hospital com uma bala ainda alojada no crânio. Após os disparos, o homem recarregou a arma e se suicidou.

Jeiselaure informou que ele não aceitava o fim do relacionamento. Em 2017, a mulher registrou uma ocorrência contra o homem devido agressões, mas não solicitou medida protetiva e reatou o relacionamento. Nos últimos dias, ele voltou a agredir a mulher, com uma coronhada na cabeça, fato que fez com que ela saísse de casa para ficar na residência de uma amiga. 

O casal não tinha filhos e o homem, que não tem o nome divulgado para não expor a vítima, tinha antecedentes criminais por homicídio, tráfico de drogas e violência doméstica. O crime ocorreu no local de trabalho da vítima, que é cuidadora de idosos em uma residência em condomínio de Águas Claras.

Para denunciar casos de violência contra a mulher contate o Disque-Denúncia pelo telefone 181. Além disso, há os Centros de Referência da Mulher, delegacias especializadas e a Defensoria Pública.