Após pedido do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), o governo do Estado autorizou a retomada de atividades e provas campeiras, como tiro de laço e gineteada. A liberação vale somente para regiões com bandeiras amarela ou laranja no modelo de distanciamento controlado. 

Para os casos de bandeira vermelha, esse tipo de atividade não é permitido. No entanto, com o novo modelo de cogestão, regiões com esse nível de risco podem adotar medidas da bandeira anterior (laranja) se houver aprovação de dois terços dos prefeitos. 

Vice-presidente campeiro do MTG, Adriano Pacheco afirma que uma cartilha com as regras será distribuída às mais de 1,7 mil entidades ligadas às coordenadorias regionais. 

— Quem realmente realiza essas atividades está disposto a se enquadrar a este novo momento que estamos vivendo. Como qualquer evento que estamos habituados, a maioria gera aglomeração, e a primeira medida, a mais importante, é restringir o acesso do púbico. Nosso objetivo é fomentar a cadeia produtiva. 

Fonte: GauchaZH